Você sabe o que é a Constelação Familiar?

Atualizado: 5 de Dez de 2019


Você provavelmente já ouviu falar sobre o assunto. A Constelação Familiar ganhou notoriedade recentemente ao ser utilizada pela justiça brasileira na resolução de conflitos. O caso ganhou a imprensa, passou no Fantástico e ajudou a popularizar o termo.

Mas você realmente sabe como funciona uma Constelação?

Idealizadas pelo psicólogo alemão, Bert Hellinger, as constelações familiares, são técnicas que ajudam a solucionar questões mal-resolvidas tanto no ambiente familiar quanto dentro das organizações.

Para uma Constelação acontecer são necessários alguns elementos básicos. Primeiro um espaço adequado capaz de comportar todos os participantes com conforto, segundo a presença do constelador, da pessoa que vai constelar, além de pessoas dispostas a atuar como representantes. Como funciona:

O Constelador O Constelador é quem conduz a Constelação. Cabe a ele auxiliar a pessoa que vai constelar para que ela possa, por conta própria, enxergar os traumas e desafios do passado que a impedem de prosseguir em um determinado aspecto da vida.

O que acontece é que muitos de nós estamos presos a traumas e situações, repetindo padrões que só nos causam dor e sofrimento. Porém, na impossibilidade de encarar esses desafios de frente acabamos cometendo os mesmos erros entrando numa espécie de círculo vicioso sem fim. A constelação ajuda a superar esses desafios.

O Constelador conduz sem interferir. Os insights, as mudanças na forma de ver o mundo e o resultado efetivo da constelação dependem exclusivamente da pessoa que está constelando. Cada caso é um caso. Por isso é importante que o constelador saiba conduzir e deixar quem está constelando em uma situação confortável para enfrentar seus traumas de frente.

O Representante

O representante, por sua vez, vai atuar dentro da constelação de outra pessoa. Como em um imenso teatro cósmico, ele representará pessoas que fizeram parte da vida do constelado. Pode ser homem, mulher e de qualquer idade, quem vai decidir os representantes que devem atuar é quem está constelando em parceria com o constelador.

Apesar de não ser um personagem central nas constelações, o representante é uma figura essencial. Sem ele não há constelação familiar ou organizacional. Como recompensa não é raro encontrar representantes que acabam enxergando saída para os próprios problemas nas constelações dos outros. É uma via de mão dupla em que quem está constelando ganha e quem está representando também ganha.

Quem vai Constelar

E, finalmente, quem está constelando. A essa altura você já tem uma noção sobre como a constelação acontece. Quem está constelando escolhe um campo da sua vida para ser dramatizado pelo representante. O constelador conduz e quem está constelando vê, na atuação dos representantes, situações que ocorreram no passado mas ainda insistem em bloquear o presente. A Constelação Familiar ou organizacional, no fim das contas funciona como uma espécie de terapia em grupo em que todos os envolvidos saem ganhando num processo de cura que pode ajudar a lidar com relacionamentos, carreira profissional ou a superar traumas do passado. É por acreditar no poder dessa técnica que a Konektar promove constelações familiares e cursos de formação de Constelação. Quer saber mais? Se cadastre na nossa lista de e-mails e tenha acesso a conteúdos exclusivos...


13 visualizações

Posts recentes

Ver tudo